*Diario Tático- Oficial EdwardKirk Franizzi*

Página 2 de 2 Anterior  1, 2

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Missão 14: Reflexo Obscuro!

Mensagem  EdwardKirk Franizzi em Seg Nov 22, 2010 1:46 pm

Computador inciar gravação com Decodificação Alpha-Omicron 373

Diário do Oficial Tático Data Estelar Desconhecida.

Estou usando as técnicas de comunicação da Srta. Anna. Espero que meu diário e as informações nele contidas consigam chegar ao nosso universo e aos computadores do Quartel General da Frota Estelar.

Com a missão de transportar a embaixadora Oriana ao seu planeta Natal saímos da DS3 em Dobra 7.5.
Já que tínhamos no caminho uma anomalia para ser investigada desviamos nossa rota original e chegamos no Sistema Ocrón dentro do espaço Oriano. A anomalia tinha um efeito que parecia um Buraco Negro e seu efeito gravitacional nos puxou para dentro dela. Dentro da Anomalia o tempo parecia passar muito devagar e após vários minutos que mais pareciam horas emergimos do outro lado. Eu que nessa missão estava encarregado do canhão esquerdo da Andor avistei uma estação e suas defesas que se tratavam de canhões phasers. Acionando o Alerta vermelho e sendo autorizado a atirar destruí 2 dos 3 canhões e o Sr. Sanival deu conta do outro canhão.

Após essa pequena batalha, notamos que a Andor estava diferente. Alguns sistemas da nave estavam invertidos, algumas funções não estavam mais lá. Logo notamos que a designação da nave era I.S.S Andor e não mais U.S.S Andor. Tínhamos um problema. Estávamos dentro do universo do espelho, onde abriga o Império Terrano.

Precisávamos saber o que acontecera e o Comandante Shran decidiu docar na estação.
Lá descobrimos que se tratava de uma estação protótipo, que servia para abrir portais para os infinitos universos paralelos, mas como a estação estava vaizia descobrimos que esse projeto havia sido abandonado há pelo menos 46 anos. Descobrimos o que havia aberto o portal para o nosso universo. De acordo com as leituras do computador da estação aconteceu uma sobrecarga na contensão de energia do reator principal o que a fez abrir o portal e a anomalia que vimos no nosso universo. Após recolher todas as informações possíveis, voltamos pra Andor e tentamos usar o Computador da nave para tentar fazer a estação recriar o portal para assim voltarmos para o nosso universo, mas infelizmente não obtivemos sucesso, pois o computador da Nave, por ser nativo desse universo não tem as informações que temos no computador da nossa Andor.

Enquanto pensávamos em hipóteses, 13 naves Orianas saíram de dobra e exigiram que entregássemos a Embaixadora e o Comandante Shran iria ser colocado sob custódia.
Sem opção de lutar contra 13 naves com uma nave que não estávamos acostumados o Comandante Shran resolveu se entregar, e nos deu a ordem para não tentar um resgate e sim nos mantermos vivos e nos adaptarmos a toda e qualquer situação e que era imperativo para todos nós que conseguíssimos um meio de se comunicar com o nosso Universo. Então após disso o Comandante Shran e a Embaixadora se transportaram para a Nave líder dos Orianos que logo entraram em Dobra saindo do Sistema.

Precisávamos de uma solução. Procuramos na base de dados do computador como deveríamos proceder se nosso capitão fosse capturado. O Computador automaticamente mandou um pedido de socorro ao Quartel General da Frota Estelar Terrana e um novo Capitão foi designado para a ISS Andor. Também ficamos sabendo das nossas patentes desse lado do Espelho.
Eu (ou meu equivalente) nesse Universo tenho a patente de Comandante e sou o Primeiro Oficial da I.S.S Andor.
A Srta. Anna é Tenente Comandante e Oficial de Ciências o Sr, Ron é Primeiro Major e Oficial Navegador da Andor e o Sr, Sanival é Tenente e Oficial de Engenharia.

Tivemos também que adptar nossos uniformes para parecermos oficiais da I.S.S Andor.
Feitas todas as alterações necessárias nas nossas vestimentas e nas patentes, recebemos um sinal de uma nave auxiliar que estava trazendo o novo Capitão da Andor ao nosso encontro.
Só não esperava que tratava-se de um Cardassiano de nome Zarok uma pessoa totalmente desprezível. Sua arrogância nos deixou um pouco preplexos e em algumas vezes sem reação. Mas como o Comandante Shran nos pediu tínhamos que nos adpatar a esse universo para que possamos sobreviver. Agora onde está a tripulação da I.S.S Andor? Isso me deixa preocupado.
Mas com certeza vou me adpatar daqui pra frente. Mesmo que minhas ações não condizam com minha conduta normal. Afinal nesse universo a lei do mais forte vigora desde que o mundo é mundo.

Aguardem novas comunicações.


Computador encerrar gravação e despachar diário.

avatar
EdwardKirk Franizzi

Mensagens : 44
Data de inscrição : 26/06/2010
Idade : 38

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Missão 13: A Base Neo-Cardassiana.

Mensagem  EdwardKirk Franizzi em Seg Nov 15, 2010 4:36 pm

Computador iniciar gravação...

Diário do oficial tático, data estelar 101106.

Como ficou combinado na missão anterior, esperaríamos as ordens da Frota Estelar para agirmos e resgatarmos os reféns que eram mantidos aprisionados na base Neo-Cardassiana.
A Andor e sua tripulação foram mais uma vez colocados a prova.
Nessa missão a equipe tática da USS Venture ajudou-nos a cumpri-la. Essa equipe tática era composta do Capitão Elemer e Tenente Comandante Hallan. Oficiais experientes em combate.

Chegando ao Planeta que abrigava a base Neo-Cardassina pousamos a Andor e os sensores da nave detectaram um escudo protetor envolvendo toda a extensão da base. O Comandante Shran e o Sr. Wesyan Karu foram até o local onde estava o gerador desse escudo e o desativaram muito facilmente.
Só que com minha experiências com Cardassianos eu sabia que de fácil essa missão não teria nada.
Os dois oficiais táticos que vieram conosco escolheram entre a tripulação para formar seu grupo de assalto. A divisão ficou assim:


Grupo 1:

Hallan Baar (Comandante do grupo)
EdwardKirk Franizzi
Sanival Writer
Ekotay Hannu


Grupo 2:

Elemer Piek (Comandante deo grupo)
Annjaneway Quintessa
Ronwimmer Andrew


Para a invasão da estação foi usada uma tático desenvolvida pelos 2 oficiais e esta se mostrou muito eficiente.

Em fila única, o grupo se dividia em três. P1, P2 e P3.

P3 (Hora Sanival, hora Ekotay): Cuidavam da retaguarda, andando sempre fora de Mouselook para ver possíveis inimigos atrás.

P2 (Sr. Hallan): ia entre o P1 e o P3, ele abria as portas para que o P1 atirasse nos inimigos, sempre fora de mouselook.

P1 (Eu):Na frente de todos, sempre em Mouselook acertando possíveis inimigos, e avisando sempre seu vida, para que quando ela estivesse em menos de 60%, o P1 trocava de lugar com o P3.

Nessa tática fui alvejado muitos poucas vezes e pela minha avaliação me saí muito bem.
Também recebi muitos elogios do comandante do meu grupo o Sr. Hallan.

Como sempre Cardassianos se materializavam bem a nossa frente e tive muito trabalho em mante-los afastados do grupo, mas no fim tudo deu certo. Resgatamos todos os reféns da Frota Estelar.
Notei a evolução de todo grupo nesse tipo de combate. O que me deixou muito feliz, pois como oficial tático é bom ver que meus colegas de tripulação estão adquirindo experiência em combates.

Conseguimos mais uma vez por um fim nos planos na Armada Neo- Cardassiana. Mas tenho certeza que ainda voltaremos a nos encontrar. Mas a Andor e as outras naves da Federação estarão esperando por eles para que assim possamos defender o Quadrante Alpha dessa ameaça.


Computador encerrar gravação e salvar diário
Autorização Edward 79 Gamma-Eco.

avatar
EdwardKirk Franizzi

Mensagens : 44
Data de inscrição : 26/06/2010
Idade : 38

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Missão 12; Resgate

Mensagem  EdwardKirk Franizzi em Sab Nov 06, 2010 4:49 am

Computador, iniciar gravação.


Diário do Oficial Tático, data estelar 101030.


Após a missão tranqüila da semana anterior, nada mais justo do que um pouco de ação! Estávamos como de costume na Estação DS3 onde sempre nos reunimos para nossas missões, quando o Comandante Shran chegou com as novas ordens da Frota Estelar. Teríamos pela frente uma missão de resgate em um planeta classe M na fronteira Cardassiana. Pensei:
-Hum!!! Cardassianos pelo jeito ainda não nos livramos dessa praga? (Não é segredo para ninguém que não gosto de Cardassianos devido aos “encontros” anteriores que sempre terminam em muita confusão e muitas baixas para o lado deles).

Para essa missão a equipe tática da Estação Venture foi convocada a nos ajudar e era liderada pelo Tenente Comandante Hallan Baar e composta pelos oficiais B7web Xue e Marcelo Shelter. A Alferes e oficial de Engenharia da USS Andor Annajaneway Quintessa e o oficial de ciências Tenente Comandante Ron também foram designados para a equipe de solo. Sua missão coletar informações específicas das ações dos Cardassianos e libertar os reféns que estavam em seu poder.

Na Andor ficamos o Comandante Shran, o Alferes Sanival Wrinter, o Cadete Ekotay Hannu e eu. Foi me solicitado que assumisse um dos canhões da Andor por que certamente encontraríamos resistência tanto terrestre quanto aérea.

Chegando nas coordenadas entramos na atmosfera e acionamos os novos escudos principais e posso afirmar que funcionaram com grande eficiência pois mesmo sendo alvejada por canhões disruptores que se encontravam por toda a cidade a Andor não sofreu avarias pesadas e pode pousar para deixar a equipe de terra descer para começar sua missão de salvamento de reféns e coleta de informações.

Voltando novamente ao ar o Comandante Shran realizou manobras para podermos eu e o Sr. Sanival alvejar os canhões com os torpedos de Photon da Andor. Assim pudemos auxiliar a equipe de terra. Haviam muitos Cardassianos, pois ondas de reforços sempre se transportavam para a superfície e também muitos canhões e demorou um bom tempo antes que pudéssemos limpar a área mais alta da cidade. Após conseguirmos o Comandante Shran decidiu auxiliar mais ativamente o pessoal tático na superfície. Acionou o alerta azul e aterrisou a Andor no mesmo local onde deixamos o grupo tático e todos a bordo fomos autorizados a pegar uma arma e descer para o combate. Pessoalmente sempre gostei de combates assim, peguei meu rifle phaser os outros também se armaram e fomos para a “festa”. Haviam muitos Cardassianos escondidos em locais como estações de metro, cemitérios, prédios e a batalha foi feia a última onde de reforços me feriu no ombro, mas nada que pudesse me retirar de batalha. Peguei meu hypospray apliquei em mim mesmo para amenizar a dor e parti para batalha. Nesse momento o fogo cruzado era grande e mais uma arma a favor do nosso grupo fez a diferença e a ameaça Cardassiana foi rechaçada.

Após termos certeza que a área estava limpa fomos atrás das informações contidas em uns consoles, eu achei um dentro de uma espécie de bilheteria de cinema ou teatro acessando recebi na tela uma foto que parecia um mapa cartográfico com sistemas e um pequeno ponto logo acima onde estava a localização da chamada Armada Neo Cardassiana. Logo registrei e baixei essa informação fotográfica para meu tricorder e me juntei ao grupo. Repassei essa informação para o Comandante Shran que entendeu do que se tratava. Esperamos os outros grupos trazerem suas respectivas informações e quando feito o Tenente Comandante Hallan detectou uma espécie de sinal de auto destruição de uma bomba colocada no subsolo da cidade e que a explosão era eminente. Voltamos para a Andor que decolou para o espaço e exatamente 30 segundos depois foi detectada pelos sensores explosão que destruiu completamente aquela cidade. Pensei comigo: - Ainda bem que não havia população! Já haviam abandonado a cidade após a chegada dos Cardassianos.
As informações coletadas servirão para a Frota Estelar planejar uma nova investida contra os Cardassianos já que ainda há oficiais da Federação mantidos como reféns.

Precisamos agir antes que essa Armada de naves ataquem.
Mais uma missão cumprida exemplarmente pela tripulação da Andor com a ajuda da equipe tática da Venture.


Computador encerrar gravação e salvar diário
Autorização Edward 79 Gamma-Eco



Última edição por EdwardKirk Franizzi em Seg Nov 15, 2010 4:39 pm, editado 1 vez(es)
avatar
EdwardKirk Franizzi

Mensagens : 44
Data de inscrição : 26/06/2010
Idade : 38

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Missão 11: Sand IV

Mensagem  EdwardKirk Franizzi em Sex Nov 05, 2010 3:22 pm

Computador, iniciar gravação.

Diário do oficial tático, data estelar 101024.

Após o episódio da Corte Marcial do Comandante Shran, passei a semana que se seguiu um pouco ancioso. E imagino por que... A Andor considerada por mim e certamente por todos da tripulação como nossa segunda casa, estava de volta lá docada como de costume na DS3 esperando por nós.
Tivemos a presença do Almirante MDaniel e do Capitão Elemer para nos informarem das modificações tecnológicas que a Frota Estelar fez na Andor. Logo que nos familiarizamos com os novos equipamentos o Comandante Shran nos passou a missão que iniciaríamos logo a seguir.
Tratava-se se uma missão de reconhecimento no quarto planeta do Sistema Sand, localizado no meio do Setor de Alpha Centauri.
Fomos informados que a população era muito primitiva para os padrões da Federação e nossa missão seria totalmente uma aprendizagem sobre o povo, seus costumes, sua forma de governo, etc..
Ao sairmos de dobra, em impulso máximo chegamos até a órbita do Planeta Sand IV, lá sintetizamos roupas civis do local e nos preparamos para nos tele-transportar em um local previamente escolhido pelo computador da nave por se tratar de um lugar deserto, para assim não contaminarmos a cultura e preservarmos intacta a primeira diretriz.
Já devidamente vestidos como o povo local, nos transportarmos e logo notamos uma que uma grande muralha abrigava uma cidade onde pudemos notar um grandioso castelo, então o Comandante Shran nos dividiu em 3 grupos de 2 tripulantes a divisão ficou assim:
Comandante Shran e Sr. RonWimmer ficaram encumbidos de explorar os arredores da cidade principal;
Sr. Ekotay e o Sr. Sanival cuidariam de explorar o pequeno distrito ao lado da cidade principal;
A Srta. AnnaJaneway Quintessa e Eu ficaríamos explorando a cidade principal em si.

Notamos que a sociedade lá era formada por clãs que seguiam regras e estruturas próprias, mas subordinadas a um governo central que fica nesta cidade Mais especificamente no castelo. Um clã é formado por um grupo familiar composto por membros da mesma raça, grupo ou afinidade, com um líder e uma estrutura própria.

Ao entrarmos pelo gigantesco portão de madeira, notei que o meu tradutor universal estava desalinhado e disfarçando fiquei em um canto perto de uma garota que aparentava ser uma espécie de guarda, ajustei o tradutor e percebi que essa mesma garota estava se comunicando com a Srta. Anna que pelo jeito teve o mesmo problema no tradutor universal que eu tive, a garota perguntava de onde ela era e o que queria lá, chegou a ameaçar levar a nossa oficial de engenharia presa, logo me aproximei, pois já a entendia e expliquei que éramos visitantes de uma cidade distante e que só estávamos de passagem, logo notei que a Srta. Anna já nos entendia e assim a guarda da cidade nos liberou e seguimos com nossa missão primária.
Como oficial tático notei o tanto de armas que as pessoas usavam. Eram espadas, lanças, arcos e flexas, adagas e fiquei me perguntando se a sociedade era mais guerreira que mercante, pois haviam muitos mercados vendendo tudo que se possa imaginar, desde pão, passando por armas e até escravas. Uma delas me abordou perguntando se eu queria desfrutar de seus serviços sexuais e por estar em uma missão oficial da Frota Estelar prontamente recusei.
Encontramos habitantes que se diziam uma espécie de demônios, habitantes sendo presos e levados para as masmorras que se encontravam no subsolo do castelo.
Na parte mercantil da cidade achei vários estabelecimentos como bares, tavernas, mercados e andando um pouco mais minha dúvida que o povo de lá era mais guerreiro do que mercante se extinguiu, encontrei uma espécie de arena para treinamentos de soldados com armas e táticas de guerra.
Após sairmos do complexo da arena que continha banhos termais, a arena em si e vestiários, voltamos aos corredores que circulavam o castelo e achei um acesso por escada até o topo da muralha, subimos eu e a Srta. Anna e descobrimos vendo de cima um porto onde havia ancorada uma espécie de caravela similar as de Colombo e Cabral.
Novas informações ao alcance. Pude ver que esse povo não era assim tão primitivo, pois caravelas na Terra só eram construídas no tempo das grandes navegações entre 1400 a 1600 aproximadamente. O nível tecnológico já estava nesse patamar.
Ainda nas muralhas chegamos a uma espécie de templo religioso a Srta. Anna entrou e as portas se fecharam logo atrás dela. Antes que ela fosse descoberta e confundida com um demônio por causa da aparência e orelhas vulcanas ela solicitou ao grupo avançado um transporte de emergência, no que foi prontamente executado, daí para frente fiquei sozinho e logo me encontrei com o resto do grupo avançado.
Nos reunimos e voltamos ao ponto onde o computador julgou ser seguro usar o teletransporte e voltamos para a Andor.
Ao chegar a DS3 fomos diretamente relatar as descobertas ao comando e escrever os diários.


Computador Salvar diário e encerrar gravação
Autorização Edward 79 Gamma-Eco.



Última edição por EdwardKirk Franizzi em Sab Nov 06, 2010 4:54 am, editado 2 vez(es)
avatar
EdwardKirk Franizzi

Mensagens : 44
Data de inscrição : 26/06/2010
Idade : 38

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Missão 10: Corte Marcial

Mensagem  EdwardKirk Franizzi em Qua Out 27, 2010 9:14 am

Computador inciar gravação

Diário de bordo do oficial tático data estelar 101017.

Como esperávamos há mais de uma semana o dia da tão comentada Corte Marcial chegara.
É claro que todos da tripulação estávamos um pouco inquietos devido a ansiedade o que é perfeitamente normal numa situação dessas. Mas mesmo assim sabendo que fizemos a coisa certa no caso do resgate da USS Andor da mão dos Borgs.
Diferentemente da Primeira Corte Marcial onde o Comandante Shran fora inocentado no fato da perda da Andor para os Borgs.
Após todos os costumes, advogados Tenente Jr. Uriel Aeon (Defesa) e Capitão Elemer Piek (Promotoria) a postos, o juiz Almirante MDaniel Landman e o réu Comandante Shran Zeid.
Todos os oficiais da USS Andor, incluindo a mim mesmo foram chamados a depor.
Nas considerações iniciais o Promotor de forma eloqüente fez o que todos imaginamos acusar e tentar deixar transparecer a culpa do Comandante Shran, acusando-o de roubar a finada USS Denver para poder ser feito o resgate da USS Andor. Mas como o comando da frota havia dado ao mesmo Comandante Shran a missão de desmontagem da Denver de certa forma essa missão foi sim bem sucedida, pois a Denver foi destrída junto com cubo Borg que prendia a USS Andor.
O Comandante Shran foi o primeiro a depor, já que é o comandante da nave e réu do caso. Usarei o registro oficial do computador do tribunal para transcrever os depoimentos na íntegra.

Depoimento do Comandante Shran Zeid:

PROMOTOR DA CORTE- Tenente Comandante Shran Zeid, o Sr. poderia nos dizer por que não pediu autorização para seus superiores para efetuar a missão de resgate da USS Andor?

SHRAN ZEID - Bom como todos vocês viram na minha ficha de serviço, eu já tenho uma certa experiência na minha carreira militar, e sei muito bem que um oficial do comando somente poderia enviar uma tripulação numa missão com este grau de risco, se esta tripulação tivesse equipamento adequado para isso. A USS Adventure estava num setor afastado, a USS Nautilus ainda não estava pronta, sem a maioria de equipamentos de suporte de vida. A única nave que poderia nos levar ate lá seria a Denver, mas esta já se encontrava em fase final de desmonte, sem armas, sem computador central sem escudos, praticamente só restava motores de impulso, suporte de vida, e um resto de cristais de dilitium com sua estrutura cristalina desfaseada , que no maximo geraria uma velocidade com uma assinatura de dobra de máximo fator 3 com um assinatura de dobra totalmente distorcida. Evidentemente se eu fosse pedir autorização ao comando da Frota Estelar para efetuar esta missão, receberia um não, como resposta. Portanto estaria desobedecendo a uma ordem direta, atitude que eu não poderia ignorar na minha decisão.

PROMOTOR DA CORTE – O Senhor não pensou que poderia haver alternativas mais viáveis, que a posição do Comando da Venture estaria apta a avaliar e sugerir uma forma de resgate diferente?

SHRAN ZEID – Compreendo que avaliei todas as alternativas possíveis em minha visão como oficial da Frota, avalie os riscos e possibilidades de sucesso. Tomei a decisão baseada em todas as condicionantes possíveis e concluí que deveria agir, pois o tempo era peça fundamental para o sucesso da missão.

PROMOTOR DA CORTE– Estou satisfeito, sem mais perguntas para a testemunha.

JUIZ - Sr. Defensor Da Corte a testemunha é sua.

DEFENSOR DA CORTE - Tenente Comandante Shran Zeid, com que objetivo o sr. levou a nave USS Denver ao encontro do cubo Borg que estava de posse da nave USS Andor?

SHRAN ZEID - Eu levei a nave USS Denver ao encontro da USS Andor com dois objetivos, o primeiro seria destruir a USS Dever já que todo o equipamento de tecnologia já havia sido removido da mesma, não restando nada que possa ser aproveitado pelos Borg, o segundo objetivo, seria recuperar a USS Andor, já que esta nave sim, detinha muita tecnologia e de posse dos Borg certamente iriam comprometer todo o nosso sistema de defesa, pois eles saberiam das freqüências do nosso sistema de dobra, escudos armas e principalmente teriam acesso a todos os dados do nosso sistema através do computador da Andor. Então na minha opinião recuperar a USS Andor era prioritário para a segurança de todo este setor da nosso galáxia.

DEFENSOR DA CORTE - Sem mais perguntas Sr. Juiz.

Eu mesmo fui o segundo a depor. Segue a transcrição do meu depoimento:

PROMOTOR DA CORTE- Gostaria de chamar a depor o Cadete EdwardKirk Franizzi.

JUIZ - Que suba ao banco de depoimento o cadete EdwardKirk Franizzi, o sr. tem ciência que este banco de depoimento tem detector de mentiras?

EdwardKirk Franizzi - Sim senhor.

PROMOTOR DE JUSTIÇA- Cadete EdwardKirk Franizzi, qual é sua função frente a tripulação da nave USS Andor?

EdwardKirk Franizzi – Atualmente sirvo como Oficial Tático da USS Andor.

PROMOTOR DA CORTE- Cadete EdwardKirk Franizzi, o sr. durante as missões da USS Andor foi detectada alguma atitude discordante do Tenente Comandante Shran Zeid relativa a ordens do Comando da Frota?

EdwardKirk Franizzi – Não, todas as ordens foram seguidas a risca.

PROMOTOR DA CORTE– Mesmo na ultima missão?

EdwardKirk Franizzi – No meu entender sim. a missão de desmontar a Denver foi concluída, e ainda resgatamos a Andor.

PROMOTOR DA CORTE– Estou satisfeito, sem mais perguntas para a testemunha.

JUIZ - Sr. Defensor Da Corte a testemunha é sua.

DEFENSOR DA CORTE – Dentro de sua avaliação tática da missão de resgate, o sr. considera que o Tenente Comandante Shran Zeid está agindo com plena capacidade decisão de comando? E também qual em sua avaliação era a probabilidade de êxito no resgate da USS Andor?

EdwardKirk Franizzi – Sim, tenho certeza que o comandante estava agindo com capacidade de decisão de comando. Com o cubo danificado, os borgs se encontravam em regeneração constante, então, julgando pela forma em que o cubo se encontrava, tínhamos 85% a 90% de chances.

DEFENSOR DA CORTE – Sem mais perguntas!

Em seguida foi chamado o Alferes Sanival, assim foi seu depoimento:

JUIZ - Sr. Promotor Da Corte o Sr. gostaria de chamar a depor outra testemunha?

PROMOTOR DA CORTE- Sim meritíssimo. Gostaria de chamar a depor o Alferes Sanival Writer.

JUIZ - Que suba ao banco de depoimento o Alferes Sanival Writer, o sr. tem ciência que este banco de depoimento tem detector de mentiras?

Sanival Writer -sim senhor.

PROMOTOR DE JUSTIÇA- Alferes Sanival Writer, qual é sua função frente a tripulação da nave USS Andor?

Sanival Writer – Oficial Navegador.

PROMOTOR DA CORTE– É sabido que o sistema de navegação da USS Denver tem uma tecnologia muito inferior a USS Andor. O senhor tinha condições de pilotar esta nave?

DEFENSOR DA CORTE - Protesto, Sr. Juiz, não é o senhor Sanival ou sua perícia que está sendo julgada aqui.

JUIZ - Protesto aceito... , Sr. Promotor , por favor reformule sua pergunta.

PROMOTOR DA CORTE– Se sua avaliação a USS Denver tinha condições de navegar até o cubo Borg e completar sua missão?

Sanival Writer – Sim, ela tinha, tanto que assim o fez.

PROMOTOR DA CORTE– Estou satisfeito, sem mais perguntas para a testemunha.

JUIZ - Sr. Defensor Da Corte a testemunha é sua.

DEFENSOR DA CORTE – Durante o percurso da nave até o Cubo Borg, houve algum problema técnico? E se durante este tempo o Tenente Comandante Shran Zeid se mostrou firme e em algum momento se mostrou vingativo a ponto de colocar a missão em risco?

Sanival Whiter – Não que eu tenha ciências, e em nenhum momento se motrou vingativo a ponto de colocar a missão em risco.

DEFENSOR DA CORTE – Sem mais perguntas!

Na seqüência de depoimentos chegou a vez da Alferes Anna Janeway Quintessa:

JUIZ - Sr. PROMOTOR DA Corte o Sr. gostaria de chamar a depor outra testemunha?

PROMOTOR DA CORTE- Sim meritíssimo. Gostaria de chamar a depor a Alferes Anna Janeway Quintessa.

JUIZ - Que suba ao banco de depoimento o Alferes Anna Janeway Quintessa, o sra. tem ciência que este banco de depoimento tem detector de mentiras?

Anna Janeway Quintessa - sim senhor.

PROMOTOR DE JUSTIÇA- Alferes Anna Janeway Quintessa, qual é sua função frente a tripulação da nave USS Andor?

Anna Janeway Quintessa – Oficial de Engenharia.

PROMOTOR DA CORTE– De acordo com seu diário de bordo a senhora se transportou para a USS Denver junto com o Tenente Comandante Shran Zeid, e ajudou a teletranportar os oficiais da frota que estavam desmontando a nave de volta a Estação DS3. Houve nesta operação clandestina algum confronto com o pessoal da Frota? Algum oficial saiu ferido?

Anna Janeway Quintessa – Não senhor, nos transportamos, e simplesmente transportamos os oficiais, até a estação, nenhum oficial foi ferido.

PROMOTOR DA CORTE– Estou satisfeito, sem mais perguntas para a testemunha.

JUIZ - Sr. Defensor Da Corte a testemunha é sua.

DEFENSOR DA CORTE – Durante esta operação o Tenente Comandante Shran Zeid se mostrou preocupado com a integridade física do pessoal da Frota Estelar?

Anna Janeway Quintessa – Com certeza, nos preocupamos com eles, em não fazer nenhum dano físico ou psicológicos nestes oficiais que estavam trabalhando no desmonte da nave.

DEFENSOR DA CORTE – Sem mais perguntas!

Por último o Tenente Comandante RonWimmer Andrew e o desfecho dessa corte marcial favorável ao Comandante Shran Zeid.

JUIZ - Sr. Promotor Da Corte o Sr. gostaria de chamar a depor outra testemunha?

PROMOTOR DA CORTE- Sim meritíssimo. Gostaria de chamar a depor o tenente comandante RonWimmer Andrew.

JUIZ - Que suba ao banco de depoimento o Tenente Comandante . Sr. RonWimmer Andrew, o sr. RonWimmer Andrew tem ciência que este banco de depoimento tem detector de mentiras?

RONWIMMER ANDREW -sim senhor.


PROMOTOR DE JUSTIÇA- Tenente Comandante RonWimmer, qual é sua função frente a tripulação da nave USS Andor?

RONWIMMER ANDREW -Oficial de Ciências.

PROMOTOR DE JUSTIÇA- então dentro da USS Andor o sr. esta sob o comando do Tenente Comandante Shran Zeid?

RONWIMMER ANDREW - sim senhor.

PROMOTOR DE JUSTIÇA- O Sr. já desobedeceu alguma vez uma ordem direta do seu superior dentro da Andor?

DEFENSOR DA CORTE - Protesto, o Tenente Comandante RonWimmer não esta sob julgamento.

JUIZ - Sr. promotor , onde o sr. quer chegar com estas perguntas?

PROMOTOR DE JUSTIÇA- Vou ser mais direto sr Juiz. Gostaria de saber, Sr. Ron Wimmer, se o Tenente Comandante Shran Zeid , usou de sua patente para forçar sua tripulação a entrar nesta missão sem autorização? Ou se o Sr. tomou esta atitude de livre e espontânea vontade?


RONWIMMER ANDREW - Acho que ficou bem claro nos diários dos tripulantes da Andor, que todos nos , apoiamos de livre e espontânea vontade o Tenente Comandante Shran Zeid, sabíamos do risco, mas nunca poderíamos deixar em nossa consciência, se por acaso a Federação sofresse um ataque devastador dos Borgs, devido as informações contidas no computador central de nossa nave. Apesar do Tenente Comandante Shran Zeid ter sido considerado inocente na outra corte marcial, a Andor estava sob nossos cuidados e de alguma forma todos nós estávamos totalmente arrasados, em não ter conseguido destruir a Andor antes dos Borgs terem a capturado. Qualquer um de nos daria sua vida, e a de seus companheiros para evitar tal tragedia.

PROMOTOR DA CORTE- Sem mais perguntas, Sr. Juiz. Diante dos fatos revelados nesta corte, esta promotoria está de acordo que a recuperação da USS Andor pode ter evitado um ataque em massa Borg a este espaço da Federação, portanto a promotoria retira as acusações , e declara que é uma honra servir na Frota em companhia do Tenente Comandante Shran Zeid.

JUIZ - Declaro encerrada esta corte marcial, e informa a todos que a nave estelar USS Andor será reparada com Ordem de Serviço 0125 assinada por mim, e logo estará em operação. Boa noite e estão todos dispensados.

Ficou claro então que a decisão de retomada da USS Andor frente aos Borgs foi de vital importância para a segurança de toda a Frota Estelar. Sendo assim a justiça foi feita e todos os tripulantes da USS Andor sentiram que tinham cumprido seu dever com a Frota, protegendo a Federação de uma invasão Borg.

Computador, salvar diário e encerrar gravação!
Autorização Edward 79 Gamma-Eco

avatar
EdwardKirk Franizzi

Mensagens : 44
Data de inscrição : 26/06/2010
Idade : 38

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Missão 9 : O Resgate

Mensagem  EdwardKirk Franizzi em Dom Out 17, 2010 7:52 pm

Computador iniciar gravação.

Diário do Oficial Tático data estelar 201010.03

O Tempo como conhecemos estava a salvo.
Após retornar a tripulação após uma breve dispensa fiquei sabendo do ocorrido e como a tripulação da USS Andor agiu contra os Borgs no passado e também soube que a nave havia sido assimilada pelos Borgs. Nisso um sentimento de pesar se alojou em meu peito...como queria estar lá para poder ajuda-los!
No habitual encontro na DS3 O Comandante Shran chegou e nos informou que o cubo Borg que nos atacou estava danificado e muito perto do nosso setor. Mas como poderíamos chegar lá?
Foi-nos informado também pelo Comandante Shran q a USS Denver que é uma nave antiga e que estaria destinada a ser descomissionada estava em órbita da Estação aguardando seu “destino final”. O Comandante e a Srta. Anna foram a bordo da Denver e nos transportaram para ponte...
Lá assumimos nossos postos e partimos em busca do Cubo. Logo avistamos o mesmo e nos preparamos para o resgate da Andor.
Teletransportados todos para o Cubo avistamos os borgs se regenerando. Melhor assim!
Para termos acesso a nossa nave precisaríamos subir pelos níveis e assim neutralizar todos os borgs que ofereceram perigo a tripulação. Logo estávamos chegando ao hangar onde os borgs assimilam naves inteiras e lá estava a Andor, bom... parte dela! A sessão disco estava já em processo de assimilação, o computador já apresentava vários implantes borgs em suas funções mais básicas, mas ainda respondia. Ainda bem!
Como de costume na tripulação da Andor começamos um debate com um único propósito libertar a Andor de dentro do cubo. E como estávamos dentro de um cubo borg e tudo dentro de um cubo borg é interligado a toda a coletividade, chegamos a conclusão que deveríamos primeiro quebrar o link da Andor com a coletividade.
Nisso alvejamos conduítes de plasma que de alguma forma serviam de alimentação de força para o cubo. Sem sucesso! Deveríamos ser mais drásticos procuramos o transponder do cubo e nos dividimos em 2 equipes e o alvejamos também, demorou muito mas enfim conseguimos destruí-lo.
De volta a Andor tentamos mais uma vez tira-la de dentro do cubo usando apenas motores manobradores de inércia, mas ainda ela não podia se mover, algo a prendia ainda.
Após mais um breve debate o comandante Shran decidiu usar o próprio computador da Andor para acessar o cubo e iniciar uma auto-destruição do mesmo. Assim para desviar a energia necessária para a destruição o cubo seria obrigado a soltar as garras de atracação que prediam a Andor. Logo que o cubo nos soltou levamos a Andor a uma distância segura da explosão eminente.
Quando o cubo explodiu a onda de choque causada também destruiu a USS Denver.
Enfim... A Andor ou parte dela estava a salvo. Voltando a Estação DS3 o oficial de segurança Hallan Baar esperava à todos. E assim que entramos na estação o chefe de segurança deu voz de prisão sob acusação de roubo da USS Denver.

Agora teremos uma corte marcial em frente.
O que nos aguarda?

Computador finalizar gravação e salvar diário.
Autorização Edward 79 Gamma-Eco



Última edição por EdwardKirk Franizzi em Qua Out 27, 2010 9:14 am, editado 1 vez(es)
avatar
EdwardKirk Franizzi

Mensagens : 44
Data de inscrição : 26/06/2010
Idade : 38

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: *Diario Tático- Oficial EdwardKirk Franizzi*

Mensagem  Shran Zeid em Sex Out 01, 2010 10:50 pm


Devido a ausência do oficial EdwardKirk Franizzi devido a compromissos RL (que foi previamente avisada), o Sr. Ekotay Hannu o substituiu na missão da data estelar 100926.

Que reportou:



Computador, inicializar gravação

Diario de Bordo, Data estelar 100926

Devido à ausência do tripulante Edwardkirk, assumi a posição de Tático da Neve Andor.
Após recebermos a informe da frota sobre uma anomalia temporal perto da Terra
Nos deslocamos da DS3 com a missão de interceptá-la e estuda-la, porém fomos sugadas pela mesma.
Baseado nas informações do computador,identificamos que retrocedemos no tempo e estávamos na França 1904.
Para evitarmos qualquer contaminação da sociedade, conforme a 1a Diretriz, utilizamos vestimentas da época.
Detectamos a presença de Borgs, e a presença de Borgs sempre deixa a tripulação muito tensa.
Quando chegamos em Paris verificamos que a situação era realmente critica, com um grande número de Borgs fazendo enorme estrago, tentando destruir justamente o inicio da aviação humana: o 14Bis.
Felizmente chegamos a tempo e começamos a batalha atacando-os intensamente. Já no começo fui alvejado e tive que me esconder ao lado de nossa nave para fazer um curativo.
Por nossa sorte, aparentemente, eram de tecnologia mais antiga que a nossa e não conseguiram assimilar nossos tiros de Phaser.
Após vencermos a batalha, destruímos os retransmissores e intensificadores de sinal e recolhemos alguns objetos à nave para posterior estudo. Demos procedimento à extinção dos focos de incêndio pela cidade.
A Sra. Annajaneway e Sr. Sanival foram verificar se o 14Bis estava intacto e foi surpreendida por mais Borgs que surgiu de repente. Corremos para acudi-los, mas ela, e Sanival, com boa destreza com seus Phaser, conseguiram se sair muito bem, anulando os Borgs.
Verificado que tudo voltou à ordem cronológica do nosso tempo, retornamos a nossa nave antes do movimento diário da cidade e partirmos.
Durante o retorno, achando que aquela missão já tinha terminado, fomos contatados por uma Nave Borg, que desabilitou os sistemas da nave, deixando-a inoperante e a mercê dos mesmos.
Impossibilitados de tomar qualquer atitude, o Comandate Shran iniciou o procedimento de Auto destruição, que não funcionou e então mandou-nos evacuar a nave. Conseguimos entrar nas cápsulas de sobrevivência e fomos ejetados para fora da nave a tempo. Todos conseguiram sair ilesos, porem os borgs levaram a USS Andor.


Compudator, fim da transmissão

_________________
Comandante Shran Zeid
Comandante USS Andor - NX 92095
Comando
USS Venture NCC 71854
avatar
Shran Zeid

Mensagens : 271
Data de inscrição : 17/10/2008
Localização : São Paulo - Capital

Ver perfil do usuário http://www.ussventure.eng.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: *Diario Tático- Oficial EdwardKirk Franizzi*

Mensagem  Shran Zeid em Qui Set 30, 2010 10:54 pm

Computador inicar gravação.

Diário do oficial tático data estelar: 100919

Uma semana de treinos táticos na USS Andor. Chegamos e nos reúnimos como de costume na Estação DS3.
O Comandante Shran nos informou que a missão do dia se trataria de treinos de tiro com a USS Andor. Para isso a Nave foi levada ao Holodeck localizado acima da Estação Venture e foram implantados vários turrets (canhões) que alvejavam a nave.
Eu e o Sr Ekotay assumimos os canhões da nave e atiramos devolta até serem destruídos.
Após vários exercícios de tiro, o Comandante Shran nos solicitou a pilotar naves auxiliares enquanto ele próprio pilotou a USS Andor no execício que se sussedeu.
Esse Exercício consistia de os tripulantes pilotando naves auxiliares destruírem os turrets enquanto a USS Andor atraía a atenção desses mesmos turrets para sí própria.

Exercícios realizados com sucesso. Na minha modesta opinião estamos caminhando para sermos uma das melhores tripulações da Frota Estelar.


Computador encerrar gravação e salvar diário
Autorização Edward 79 Gamma Eco.



PS: O tripulante esta com problemas de acesso, e me pediu pra postar o diário dele.


_________________
Comandante Shran Zeid
Comandante USS Andor - NX 92095
Comando
USS Venture NCC 71854
avatar
Shran Zeid

Mensagens : 271
Data de inscrição : 17/10/2008
Localização : São Paulo - Capital

Ver perfil do usuário http://www.ussventure.eng.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Sexta Missão:- Proteção a Primeira Diretriz

Mensagem  EdwardKirk Franizzi em Seg Set 13, 2010 10:51 pm

Computador Iniciar gravação...

Diário do Oficial Tático Data estelar 100912


Recebemos uma missão de exploração ao Planeta Ancient Prime localizado bem perto da Zona Neutra Romulana!
Entramos em Dobra em direção ao sistema Ancient e o Comandante Shran nos informou que a civilização do planeta era uma civilização bem atrasada em relação a nossa. Teriámos que nos infiltrar no planeta usando roupas civis típicas do planeta para não sermos descobertos. O Comandante Shran para esconder a pigmentação azulada da sua pele e suas antenas, usou uma espécie de capa. O Sr. Sanival colocou uma bandana para esconder as tão famosas orelhas vulcanas, a Srta Anna colocou uma piruca à fim de esconder também as orelhas vulcanas.
Enfim... todos vestidos. Nos teletransportamos a praça central da cidade capital de Ancient Prime.

Nos dividimos em grupos, que consistiam do Sr. Sanival e Srta. Anna, Sr. Ekotay e Comandante Shran e Sr. Ron e eu.
Meu grupo foi incumbido de explorar a parte bélica da cidade.
Notamos logo um edificação tipo de arena de treinamentos. O Ambiente era composto de um templo religioso onde certamente se faziam oferendas a Deusa local chamada Tanith. A parte central da Edificação havia também uma bela estátua de um guerreiro em batalha.
Notamos uma outra edificação pequena, nela descobrimos que se tratava de uma prisão onde haviam celas individuais e uma roda para torturar prisioneiros similares as do período Medieval Terrestre.
Notei que toda a civilização lembrava muito guerreiros do Império Romano. Ainda no complexo da Arena encontramos um alojamento completo composto de termas, saunas rusticas alimentadas por brasas, biblioteca com vários títulos, quadros retratando guerras e nas muralhas haviam faróis, lógico deduzir que também tinham sistema de navegação (comprovado depois visualmente).

A cidade estava deserta pois nos transportamos em um horário que todos estavam trabalhando na lavoura.

Havia também um mercado com barracas que visitamos logo ao final da expedição.

Considerações : A civilização está em pleno desenvolvimento, cultura bélica, mercantil e exploratória foram detectadas. Mas para atingiram um nível cultural e tecnológico semelhante ao nosso ainda levará uns 4 a 5 séculos terrestres ou talvez mais.

Destacando mais uma vez o trabalho de equipe da USS Andor que a cada missão se supera.

Computador Encerrar gravação e Salvar diário...
Autorização Edward 79 Gamma Eco!

avatar
EdwardKirk Franizzi

Mensagens : 44
Data de inscrição : 26/06/2010
Idade : 38

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Quinta Missão:- "A Anomalia"

Mensagem  EdwardKirk Franizzi em Seg Set 06, 2010 1:13 pm

Computador Iniciar gravação

Diário do Oficial Tático Data estelar 100905

A tripulação da USS Andor foi convocada pelo Comandante Shran para realizar a patrulha do setor da Estação Venture, mas o que seria uma missão tranquila se tornou uma missão de alta periculosidade para todo o setor.
Antes que a tripulação se reunísse na nave uma nave Cardassiana saiu de dobra e disparou uma espécie de torpedo em direção a Estação DS3, quando esse "torpedo" foi detonado começou uma reação em cadeia no que resultou em uma anomalia espacial classe 3.
Para evitar pânico entre os civis a Frota Estelar tratou o assunto em caráter de sigilo até segunda ordem.
O Comandante Shran foi chamado ao QG da Frota para deliberar o que deveria ser feito e recebeu a missão de pesquisar e usar de quaisquer meios para deter essa anomalia.
A tripulação se encontrou na Andor e partimos para missão...
Fizemos o reconhecimento visual da Anomalia, após isso o Comandante Shran pediu ao oficial de ciências (Sr. Ron) acompanhado do Sr. Milton para irem até a Anomalia em uma Nave Auxiliar e fazerem as primeiras pesquisas científicas para obtermos informações suficientes afim de podermos lidar do melhor jeito com essa Anomalia. Pois ela estava aumentando com o tempo e ameaçava todo o setor.
Após o retorno dos oficiais o Sr. Ron trouxe a informações que os sensores da Porthos captaram e descobrimos se tratar de uma Anomalia de Anti-matéria de gás carbonico onde continha 65% de gás carbonico.
Comandante Shran resolveu disparar alguns torpedos diretamente na Anomalia a fim de tentar destruí-la de dentro para fora. Disparamos torpedos photônicos e não obtivemos nenhum sucesso, trocamos as armas para Rais Gamma e mesmo assim eles foram ricocheteados pela Anomalia colocando em perigo até a USS Andor.
Lembrei a todos que Anti-matéria e matéria são opostos e que uma anula a outra. Com essa informação sabíamos que teríamos que usar algo que obtivesse como resultado uma fonte de gás carbônico em forma de matéria para podermos usar na Anomalia afim de que ela se dissipasse.
A Srta Anna lembrou que poderíamos jogar as reservas de gás carbônico das unidades de reciclagem de ar da nave. Isso foi tentado mas infelizmente não obtivemos a quantidade necessária de gás carbônico para que a anomalia fosse neutralizada.
Voltando a Andor o sr. Ron deu a idéia de usarmos o extintor de incêndio da nave que é a base de Gás carbônico. Pois é sabido que fogo se alimenta de Oxigênio e num ambiente que o Oxigênio é substituído por gás carbônico o fogo se extingue.
O Comandante Shran acompanhado pelo Sr Ron foram até a Anomalia em seus trages espaciais levando consigo os extintores para serem utilizados na Anomalia. Assim que começaram a usar o extintor a Anomalia fez um ruído de sucção, a matéria de gás carbônico saído do extintor reagiu e anulou a anti-matéria de gás carbônico existente na anomalia e esta se dissipou...
Um sentimento de empolgação tomou à todos dentro da Andor. Tinhamos conseguido salvar o setor dessa ameaça.

Agora o que esses Cardassianos estão querendo no Espaço da Federação? O que querem alvejando e tentando distruir um setor onde há uma estação da Frota? Será que a derrota em Comidian Prime não foi o suficiente para eles? Esses ataques não podem ficar em pune.

Destacando o entrosamento da tripulação em todo o decorrer da missão. Todos em sintonia para acharmos a melhor solução pra a missão!

Computador, Encerrar Gravação e Salvar Diário.
Autorização Edward 79 Gamma Eco.

avatar
EdwardKirk Franizzi

Mensagens : 44
Data de inscrição : 26/06/2010
Idade : 38

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Quarta Missão -: Treino Tático.

Mensagem  EdwardKirk Franizzi em Seg Ago 30, 2010 8:38 pm

Computador Iniciar Gravação...

Diário do Oficial Tático, Data Estelar 100828...

Hoje foi administrado treino tático após as dificuldades encontradas pelos tripulantes da USS Andor em Comidian Prime!

Infelizmente por problemas na RL, cheguei bem atrasado a essa missão. Me desculpei com a tripulação e com o Comandante Shran.

Peguei o treinamento já na sua fase final, onde cheguei ao subsolo do Tribunal Klingon para poder dar uns tiros.
Notei a mudança de armas e particurlamente achei a pistola phaser mais eficiente do que o Rifle.

Após nossa reunião final, o Comandante Shran achou que melhoramos muito mas ainda sim precisamos sempre estar treinando. Ele autorizou treinos extras durante os outros dias.

Como cheguei mais tarde só tenho isso a relatar.

Computador Encerrar Gravação...
Autorização Edward 79 Gamma Eco.
avatar
EdwardKirk Franizzi

Mensagens : 44
Data de inscrição : 26/06/2010
Idade : 38

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Comidian Sitiado!!!

Mensagem  EdwardKirk Franizzi em Sab Ago 21, 2010 11:24 pm

Computador Iniciar gravação....

Diário do Oficial Tático Data Estelar 100821

Após a Frota estelar ter recebido um pedido de socorro do Planeta Comodian Prime ( O mesmo que nos enviou a rara vacina, resgatada na superfície da Terra), A USS Andor foi designada ao Sistema Comidian para rechaçar um ataque de Cardassianos que haviam tomado o planeta.

Haviam informações que o Presidente do Planeta era refém desse mesmo grupo de Cardassianos. Muitos civis também eram mantidos como reféns.

Chegando a Comidian, a Andor foi alvejada pelos Cardassianos o Comandante Shran decidiu invadir a Estação via Naves Auxiliares. Assim que chegamos os Cardassianos não deram trégua alguma, fomos alvejados e feridos, mas conseguimos retomar o controle da Estação que ficou sendo nossa "Base" em terra. Logo após fomos dividos em grupos, meu grupo era formado pelo Sr. Ron e o Sr. Ekotay, enquanto o outro grupo consistia do Comandante Shran, Srta. Anna e o Sr, Sanival. Fomos a superfície de Comidian que realmente estava um caos. Haviam dezenas de Cardassianos atirando de todos os lugares possíveis e imagináveis. Infelizmente meu grupo foi separado por várias ondas de soldados Cardassianos e em vários minutos que se passaram fiquei sozinho. O Comandante Shran incorporou o restante do meu grupo ao seu e prosseguiu sem maiores problemas. Após uma contagem de 21 soldados Cardassianos abatidos e 19 reféns salvos, cheguei primeiro ao gabinete Presidencial onde encontrei o Presidente acompanhado de 2 soldados que faziam sua guarda, foi difícil mas consegui eliminar a ameaça a vida do Presidente que foi resgatado pelo grupo que chegou em seguida.

Após o Presidente ter sido transportado para a Andor, encontramos o computador pessoal dele sob os destroços que virou o gabinete, levando as informações ao computador da Andor descobrimos que o Presidente havia gravado a conversa toda com o Líder Cardassiano que invadiu e tomou Comidian.
na íntegra a gravação dizia:

Computador Informa: Presidente Comodiano: O que vocês querem aqui no nosso planeta?! Já não basta terem matado dois dos nosso quando atacaram nossa nave auxiliar em espaço da federação?!!!!!

Computador Informa: Líder armada Neo-cardassiana: o que nos queremos? O que vocês queriam se metendo com a Federação?!

Computador Informa: Presidente Comodiano: Seu governo disse que estávamos livres do tratado de monopólio comercial com vocês após a queda do governo militar! Só estávamos tentando estabelecer relações!

Computador Informa: Líder armada Neo-cardassiana: Nosso governo? Nos não reconhecemos nosso governo! O que estão fazendo em cardassia é absurdo julgando pela superioridade genética Cardassiana! Vamos fundar aqui nosso planeta!

Computador Informa: Presidente Comodiano: Ma... Mas porque nosso planeta? Somos um povo pacifico! Somos só comerciantes! Exportamos dilithium! E só!

Computador Informa: Líder armada Neo-cardassiana: HAHAHAHA! Não vê? É por isso mesmo que vamos fundar Neo-Cardassia aqui! Tem dilithium suficiente aqui para formarmos uma frota para tomarmos nosso império de volta! E depois tomar TODA GALAXIA! HAHAHAHAHA

Computador Informa: Presidente Comodiano: você é louco,,,

Computador Informa: Líder armada Neo-cardassiana: Louco? Sou apenas idealista! SOLDADOS! Cuidem do Sr. Presidente, vou descer até a matriz de dilithium do planeta.

Computador Informa: Presidente Comodiano: A FEDERAÇÃO DEVE ESTAR A CAMINHO! SEU LOUCO! VÃOA CABAR COM VOCÊS.

Computador Informa: Líder armada Neo-cardassiana: Pois que venham, estou com sede de sangue.

Computador Informa: Fim das informações.


Com essas informações voltamos a Superfície e nos encaminhamos ao subsolo para chegar à Matriz de Dilithium onde o Líder da Armada Cardassiana se encontrava e todo o grupo avançado foi alvejado por ele e seus soldados que mais pareciam capangas. Enfim conseguimos a vitória sobre essa facção de Cardassiamos que só queriam usufruir dos recursos naturais do planeta e escravizar o povo de Comidian.

NEO CARDASSIA??? Algo me diz que ainda ouvirei esse "nome" outras vezes.

Computador Encerrar gravação....
Autorização Edward 79 Gamma Eco.




avatar
EdwardKirk Franizzi

Mensagens : 44
Data de inscrição : 26/06/2010
Idade : 38

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Segunda Missão!!!

Mensagem  EdwardKirk Franizzi em Ter Ago 17, 2010 9:27 pm

Computador, Iniciar gravação...

Diário de Bordo do Oficial Tático, Data Estelar 100814...

A USS Andor recebeu ordens para receber uma vacina vinda de um planeta junto a fronteira Cardassiana localizado há 19 anos-luz da Deep Space Nine e encaminha-la a Vulcano onde seria sintetizada.
Mas o que seria uma simples missão de transporte de vacinas se tornou uma missão cheia de mistérios.

Estávamos em órbita da Estação Venture esperando pela nave auxiliar que estava trazendo a vacina, quando ela saiu de dobra uma nave Cardassina da classe Galor surgiu em nossos sensores e disparou contra a nave Auxiliar e antes que pudéssemos fazer algo ela entrou novamente em dobra e fugiu.
A Nave Auxiliar foi muito avariada e acabou por cair na superfície.
Como a vacina que ela trazia é muito perecível ficamos preocupados em encontra-la o mais rápido possível. O Computador e sensores da Andor foram capazes de encontrar os destroços e nos passaram as coordenadas de impacto. Estas eram: <39,34,61>. O Comandante Shran designou o Sr. Sanival e o Sr. RonWimmer para ir até o local da queda para localizar os sobreviventes e recuperar o diário de bordo da nave auxiliar e é claro a vacina. Chegando lá os Srs. Sanival e RonWimmer encontraram somente o piloto ferido e conseguiram fazer o download do diário de bordo para a Andor, mas sem sinal da vacina. O tempo era curto, precisávamos achar essa vacina o quanto antes.
Retornando para Andor o Sr. RonWimmer decodificou o diário de bordo da nave Auxiliar e descobrimos que o co-piloto havia usado um módulo de fuga e levado consigo a vacina. Descobrimos também mais 3 partes do computador da nave Auxiliar que nos permitiriam encontrar esse módulo de fuga e por consequência a vacina.
Após sermos divididos em 3 grupos partimos em naves Auxiliares para fazer a coleta dessas partes de computador para podermos enfim ter as coordenadas do módulo de fuga. Eu conduzi o Comandante Shran em uma nave auxiliar até as coordenadas <51,240,53> Onde facilmente recuperamos a terceira parte do computador... Logo os outros grupos chegaram com as suas respectivas partes.
Juntando as 3 partes descobrimos que o módulo de fuga estava localizado nas coordenadas <243,203,81>. Motores acionados e a USS Andor partiu para resgatar o co-piloto e a tão preciosa vacina. Ambos resgatados a vacina foi refrigerada a tempo e espera agora para ser levada até Vulcano.
A Andor continua em órbita da Estação Venture aguardando instruções.
Agora, perguntas rondam minha mente...
O que os Cardassianos faziam atrás dessa nave Auxiliar??? Por que queriam destruir a vacina?
Intrigante... e muito incômodo!

Computador, finalizar gravação...
Autorização Edward 79 Gamma Eco!


Última edição por EdwardKirk Franizzi em Dom Ago 22, 2010 11:31 am, editado 1 vez(es)
avatar
EdwardKirk Franizzi

Mensagens : 44
Data de inscrição : 26/06/2010
Idade : 38

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Diário do Oficial Tático USS Andor

Mensagem  EdwardKirk Franizzi em Seg Ago 09, 2010 8:27 pm

Computador Iniciar gravação...
Diário de bordo data estelar 100808


Nessa data foi administrado o nosso primeiro treinamento em conjunto com a tripulação da USS Andor...
Houve treinos de pilotagem, de coordenadas dentro do universo do Second Life (onde teríamos que resgatar um refém nas coordenadas 94.5265 ; 199.2535 e 23.1153, usando a nave auxiliar Porthos 15 - 3 fomos a essas coordenadas e conseguimos êxito em resgatar o refém) e um treinamento de tiro a alvos fixos e em movimento, onde na primeira parte os artilheiros alvejavam alvos fixos e em seguida alvos móveis (nave Auxiliar Porthos 15 -3 pilotada por mim e o Sr. Uriel que na noite de ontem nos auxiliava como convidado na simulação atirando devolta na USS Andor). Haverão mais simulações desse tipo, pois precisamos treinar mais.

Minha primeira impressão sobre meus colegas tripulantes foi a melhor possível, pessoas agradáveis e companheiras. O Comandante nos passou os treinamentos de forma muito simples e nos deixou a vontade para qualquer tipo de dúvida e ou ajuda que precisássemos.
Na minha modesta e sincera opinião essa tripulação é muito promissora e ainda dará muito o que se falar... favoravelmente é lógico.

Mais uma vez digo que é uma honra participar dessa tripulação...

Computador... Salvar diário... Autorização Edward 79 Gama Eco!


Última edição por EdwardKirk Franizzi em Dom Ago 22, 2010 11:32 am, editado 2 vez(es)
avatar
EdwardKirk Franizzi

Mensagens : 44
Data de inscrição : 26/06/2010
Idade : 38

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

*Diario Tático- Oficial EdwardKirk Franizzi*

Mensagem  Shran Zeid em Seg Ago 09, 2010 5:10 pm

Área destinada aos relatórios do oficial tatico.

_________________
Comandante Shran Zeid
Comandante USS Andor - NX 92095
Comando
USS Venture NCC 71854
avatar
Shran Zeid

Mensagens : 271
Data de inscrição : 17/10/2008
Localização : São Paulo - Capital

Ver perfil do usuário http://www.ussventure.eng.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: *Diario Tático- Oficial EdwardKirk Franizzi*

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 2 Anterior  1, 2

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum